Sexta-feira, 18.09.09

Pois! O título deste post é algo estranho. Concordo com quem assim pensar mas acontece que ontem voltei ao Alentejo. O ar estava perfumado, as estrelas enchiam um firmamento límpido e azul forte como já não via há anos.

   Foi  um respirar fundo e deixar que tudo, ar, perfume, oxigénio, sentires, visão me preenchesse, poro a poro, num todo de bem-estar.

 

   Hoje o dia amanheceu coberto de nuvens. Lento o seu amanhecer.

Tudo alvo e luminoso apesar da ausência (temporária) do sol. Choveu. Em poderosa bátega. Tudo ficou ainda mais alvo e os perfumes circulam no ar.

 


estou

publicado por Conceição às 09:41 | link do post | comentar | favorito

generalista sobre literatura e a vida. Assim acaba por integrar análise sócio-política pois toda a vida nela está imersa.
e sobre mim...
arquivos
tags

todas as tags

Contador
eXTReMe Tracker
blogs SAPO
subscrever feeds